Entrar Cadastrar Recuperar senha Meus anúncios Anunciar no classificados

[LOGO] Guia Goioerê - Guia eletrônico de Goioerê e região

Ouça a WebRádio GG
Tweetar
Compartilhar
Imprimir matéria
A+ A-
Brasil | 01/02/2016 [13h09]

Ciência indígena pode ajudar no combate ao Aedes aegypti, defende pesquisador

Dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Essa lista de doenças graves possui o mosquito Aedes Aegypti como vetor em comum. Medindo menos de 1 centímetro, preto com manchas brancas no corpo e pernas, o seu controle é difícil por ser versátil e depositar ovos extremamente resistentes que sobrevivem vários meses antes do contato com a água.


Ao menos, o combate ao inseto adulto pode ser potencializado com o conhecimento indígena. É o que defende o pós-doutor em Astronomia Germano Afonso, que dedica sua vida acadêmica ao estudo de como a Astronomia Indígena contribuiu e é capaz de contribuir com a Ciência Ocidental.


A aplicação de nebulização espacial, famoso pelo nome popular de fumacê, é utilizada para o combate ao mosquito adulto. Para o pesquisador, essa ação deveria se focar mais na incidência dos insetos conforme a luz. Durante seu trabalho de etnoastronomia, ele percebeu que os indígenas utilizavam a luminosidade da Lua para dimensionar o tipo de comportamento dos animais.


“Os índios sabem há muito tempo que todos os seres vivos, inclusive o mosquito da dengue, ficam mais ativos devido ao brilho da Lua Cheia”, detalha. Germano defende que, durante essa fase lunar, a aplicação de inseticidas pelo fumacê deve ser realizada em maior quantidade por ser mais efetiva. Da mesma forma, nas outras fases, o ideal seria diminuir a quantidade de inseticida já que os mosquitos estariam em menor número.


Durante suas imersões em comunidades indígenas, Germano percebeu que os índios evitavam se expor à noite na Lua Cheia, quando ela reflete maior incidência da luz solar, deixando o ambiente mais iluminado. “Afinal, é nesse momento que os animais ficam mais agitados por causa da luz”, afirma.


Aplicação do fumacê

Consultado, o Ministério da Saúde reforça que a melhor forma de controle da infestação do mosquito continua sendo não deixá-lo nascer. “Após o nascimento, as operações de controle são mais difíceis, custosas e com efetividade diminuída. Por isso, a aplicação da nebulização espacial deve ser um incremento à inspeção mecânica de criadouros”, destaca a nota enviada pela Assessoria de Comunicação do órgão.


A assessoria não respondeu se a aplicação do fumacê leva em consideração o conhecimento indígena sobre a luminosidade da Lua, mas destaca que a operação depende de uma série de detalhes técnicos tais como “horário de aplicação (pouco antes e pouco após o nascer ou o pôr do sol), regulagem do equipamento, controle de qualidade do “spray”, velocidade do vento, capacitação técnica dos aplicadores, entre outros.”

Ainda conforme a nota, a avaliação de pesquisas científicas no Brasil e no mundo sobre o combate ao Aedes Aegypti é realizada pelos Comitês Técnicos Assessores em Imunizações e em Dengue, do Ministério da Saúde, que reúnem especialistas e sociedades científicas e, ainda, pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).


Por que Astronomia Indígena?

Há séculos, diferentes famílias indígenas do continente americano utilizam o Céu como referência para suas atividades agrícolas, científicas, políticas e religiosas. O astrônomo Germano, pós-doutor pelo Observatório de Nice, explica que os conhecimentos científicos indígenas, mesmo que não sejam tão precisos, são, muitas vezes, vistos com desdém pela Ciência Ocidental. “Quando a gente aprende sobre a Lua, é sempre sobre a questão da força gravitacional. Mas não é a força gravitacional o que interessava aos indígenas, e sim o impacto do brilho da Lua”, comenta.

Segundo o pesquisador, o seu trabalho acadêmico visa a resgatar e valorizar o conhecimento que diferentes etnias indígenas geraram sobre o Céu e a Terra. Ele explica que a maioria dos povos indígenas consideram que a Terra e o Céu são indissociáveis.


Fonte: Guia Goioerê/Portal EBC

Galeria de fotos desta matéria

Comentários

Notícias relacionadas

  • MEC prorroga prazo de documentos do Fies devido à greve dos bancários

    Portaria do Ministério da Educação, publicada hoje (12) no Diário Oficial da União, prorroga os prazos de validade de documentos destinados à contratação de financiamento e ao aditamento de contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A decisão foi to...

  • Inflação oficial acumula taxa de 8,97% em 12 meses

    O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, acumulou em agosto alta de preços de 8,97% em 12 meses. A taxa ficou acima do teto da meta de inflação do governo federal, que é de 6,5%. Em julho, o IPCA acumulava alta de 8,...

  • Com tornozeleira, japonês da Federal volta a escoltar presos da Lava Jato

    O policial federal Newton Ishii, conhecido como japonês da Federal, voltou a fazer atividades externas da Polícia Federal (PF). Condenado a 4 anos e 2 meses por facilitar a entrada de contrabando no país e monitorado por uma tornozeleira eletrônica, o japonês ...

  • Exames da EJA Online estão com inscrições abertas

    Estão abertas até 14 de setembro as inscrições para os Exames da Educação de Jovens e Adultos (EJA) Online. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas em qualquer estabelecimento de ensino credenciado da rede estadual. A EJA Online é uma oportunidade ...

  • Ministério das Cidades vai recorrer de suspensão da Lei do Farol Baixo

    O Ministério das Cidades vai entrar com pedido de suspensão da liminar que torna sem efeito a Lei do Farol Baixo (Lei 13.290).  A Advocacia-Geral da União foi notificada hoje (2) do teor da decisão, proferida pela Justiça Federal no Distrito Federal, que ...

  • Orçamento prevê salário mínimo de R$ 945,80 em 2017

    O salário-mínimo deve ser reajustado em 7,47% em 2017. Com esse aumento, ele passará de R$ 880,00 para R$ 945,80. Essa é a correção que consta no Projeto de Lei Orçamentária Anual do próximo ano.O documento ainda traz outros dados usados como parâmetros para o...

  • Achocolatado que matou criança estava envenenado; desfecho é inacreditável

    A morte de uma criança de dois anos logo após beber um achocolatado teve o seu desfecho na manhã desta quinta-feira (1) no Centro de Cuiabá, no Mato Grosso. Segundo a Polícia Civil, o produto que o menino consumiu estava envenenado. Adones José Negri, de 61 an...

  • Estudante de 22 anos é morta pelo marido e corpo encontrado cinco dias depois no MS

    A estudante Luana Grecco, de 22 anos, foi morta há pelo menos cinco dias e encontrada ontem (31), à noite por amigas, na casa onde vivia com o marido Gelvio Nascimento Rosseto, de 26 anos, no bairro Santa Luzia, em Campo Grande no MS. A suspeita da polícia é q...

  • Brasileira que seria parente de Jorge Rafaat é morta a tiros

    A brasileira Josiane Vanessa Zilio (32), foi morta a tiros nesta quarta-feira (31), na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. Ela estava em casa, quando um homens teriam invadido o local. A vítima foi atingida no rosto e cabeça por vários disparos de uma pi...

  • Multas de trânsito passam por reajuste e ficam até 65% mais caras

    A partir do dia 1º de novembro, passa a vigorar a Lei Federal 13.281, de maio desse ano, que estabelece reajustes de até 65% para as multas de trânsito. A infração gravíssima, que é de R$ 191,54, passará a ser de R$ 293,47, o valor punitivo mais salgado do Cód...

Institucional

  • Principal
  • Vídeos
  • Artistas
  • Agenda
  • Galeria de fotos
  • Guia comercial
  • Contato
  • Colunistas
  • Política de Privacidade
  • Sobre Goioerê

Notícias

  • Edições anteriores
  • Brasil
  • Esportes
  • Eventos
  • Goioerê
  • Mundo
  • Paraná
  • Política
  • Região
  • Segurança

Classificados

  • Diversos
  • Eletrônicos
  • Informática
  • Rural
  • Serviços
  • Veículos
  • Imóveis
Guia Goioerê
www.guiagoioere.com.br
email: [email protected]
(44) 3522-7297 - (44) 9979-8991
(44) 9979-3334 - Goioerê-PR



É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Guia Goioerê.
[LOGO] Guia Goioerê - Guia eletrônico de Goioerê e região
® Todos direitos reservados - Guia Goioere | 2008-2016
0%